Audioware

Guitar Pro 6.1

postado em 2-03-2005
Orkut
  • acessar
  • acessos: 960347 | tamanho: 146 MB
  • licença: Demo
  • limitações: A versão demo do Guitar Pro 6 não permite abrir arquivos, usar mais de seis instrumentos e nem salvar o trabalho realizado.
  • sistema operacional: Linux KDE/X11/ Mac OS X/ Windows 2003/8/Vista/Win 7/XP
  • fabricante: Arobas Music site oficial · outros softwares )
  • aprovação:
    84% (77 de 91 votos)
  • fórum Valor R$ 119.90
  • Crie um ponto de restauração no Windows antes de instalar. Você poderá restaurar o sistema caso o programa não funcione.

Guitar ProO Guitar Pro é um dos editores de tablatura e partitura de mais sucesso no mundo, e chega a versão 6.1 repleto de novidades e recursos que irão facilitar ainda mais o processo de criação e edição de partituras.



É difícil encontrar um músico profissional, amador ou estudante que nunca tenha ouvido falar no Guitar Pro e nas suas poderosas ferramentas para edição de partitura e tablatura. Um dos principais pontos para ser líder disparado de mercado é a atenção que a Arobas Music tem com os músicos do mundo todo. Desde a sua primeira versão, o software passou por várias modificações significantes e todas elas foram para melhorar a experiência dos usuários com a interface e suas funções.

O software passou por uma reformulação completa, e são várias as novidades na versão 6.1. Entre as novidades se destacam:

Novo Banco de Som
O programa oferece 69 tipos de sons diferentes, variando entre violão, guitarra, contrabaixo, sopros, metais e outros tipos de corda.
O destaque está na possibilidade de optar por um timbre característico na reprodução da guitarra. O Guitar Pro permite escolher se você deseja ouvir um som de Stratocaster, Les Paul ou Jazz ES, e em todas essas opções é possível também escolher a sonoridade da captação (se a guitarra deverá ser tocada utilizando o captador do braço, do meio ou da ponte). Caso você ainda ache pouca a quantidade de sons, é possível adquirir mais através da opção “Adquirir mais bancos de som...”.

Ajustes finos na Reprodução dos Instrumentos
Questionado quanto à falta de realidade dos sons e falta de dinâmica dos instrumentos em versões anteriores, o novo Guitar Pro respondeu de forma categórica ao disponibilizar ferramentas que ajustam a reprodução (separada) de cada instrumento que compõe o projeto. É possível escolher:

- Como o instrumento vai acentuar cada nota (ou seja, se ele vai tocar forte ou fraco);
- O tipo de ataque nas cordas: é possível optar entre uma sonoridade de dedo, palhetada, dedo e palheta ou o slap no baixo;
- A opção “Abafar”, que permite que os sons do instrumento saiam um pouco abafados (com um som mais rico em graves, sem muito sustain e pouco prolongamento das notas);
- A opção “Deixar Soar Automaticamente”, que faz com que sons que forem tocados em cordas diferentes se misturem, caso não sejam tocados simultaneamente.

Simulação de Amplificadores e Efeitos e em tempo real
Ainda pensando em melhorar e tornar mais real o som dos instrumentos, na nova versão é possível adicionar características específicas de amplificadores, efeitos e reverb. Tudo isso funciona através do RSE (Realistic Sound Engines), que modifica o som dos instrumentos, tornando-os um pouco mais reais, mesmo em se tratando de MIDIs. São disponibilizados:

- 14 opções de amplificadores, sendo 3 de contrabaixo;
- 14 opções de pedais para distorção;
- 9 para modulações (Flanger, Chorus e Doubling);
- 3 opções para Vibrato e Tremolo;
- 2 Compressores;
- 2 pedais para alterar o pitch (Octaver e Whammy);
- 11 opções de Filtro;
- 3 pedais que simulam Delay e Reverb;

Para o som geral, de todos os instrumentos, foram disponibilizados:
- 2 Compressores Multi-pistas;
- 2 Equalizadores;
- 5 opções de ambiência.

Em cada trilha o software permite combinar 5 dessas simulações e salvar um preset com essas combinações.

Novos sinais e marcações para edição dos projetos
A quantidade de sinais gráficos para escrita dos projetos passa de 120 símbolos, entre eles sinais de partitura, tablatura, mão direita, mão esquerda, dinâmica, marcações de compasso, marcações de notas e de técnicas específicas.

Possibilidade de trabalhar com até 4 vozes em cada trilha
Até a versão anterior do Guitar Pro, se fossem escritas duas notas em cordas diferentes para serem tocadas simultaneamente, obrigatoriamente elas tinham que possuir o mesmo valor de duração. Já no Guitar Pro 6 essa regra não existe mais.
Os números na barra de ferramentas inferior (1, 2, 3 e 4) mostram a voz indicada no momento. Se há duas notas para serem tocadas com valores de tempo diferente, basta escrever uma na “voz 1” e a outra na “voz 2”. Ao selecionar uma determinada voz, as notas das outras vozes ficaram acinzentadas na pauta, indicando que aquela nota é feita como um acompanhamento ou em outra voz.

Ajuste do Metrônomo através de “Tap Tempo” e opção de treinar em loops com mudança de andamento
Ajustar o andamento do projeto agora está bem mais fácil com a opção “Tap Tempo”. Ao abrir as configurações do andamento do projeto é possível identificar um quadrado azul escrito “Tap”. Ao clicar nele, em um tempo constante, é possível ver que em alguns segundos o programa irá mostrar o andamento que está sendo reproduzido.
Algumas pessoas enxergam o Guitar Pro como ferramenta de estudo, e a opção de treino pode ser acionada com a tecla F9. Ela basicamente induz a tocar começando mais lentamente - em um determinado valor - e progredir até um andamento mais alto - o normal da música ou até mais rápido. Essa opção de treino também pode regulamentar quantas vezes o exercício é treinado.

Lançamento do MySongBook, um canal para comprar arquivos Guitar Pro de músicas famosas
A Arobas Music lançou também o serviço MySongBook, uma biblioteca com projetos de músicas para Guitar Pro. As músicas são revisadas e podem ser compradas por US$1,99 cada. É possível ouvir cerca de 30 segundos de cada projeto antes de comprar.

A interface do Guitar Pro foi totalmente reformulada e usuários de versões anteriores do produto podem até estranhar um pouco à primeira vista.

No quesito organização, a nova versão também não fica pra trás. As opções e botões agora são exibidos na lateral direita. Esse menu traz também outras opções, como o ajuste das trilhas, ajuste de efeitos da trilha, ajustes do som geral, organização dos acordes utilizados e as anotações e trechos de letras. Esses seis botões são abas que abrem uma coluna ao lado, com todas as opções necessárias para os ajustes desejados.

No menu superior estão as opções de arquivo, edição, faixa, compasso, notas, efeitos, etc. Para quem trabalhava com o Guitar Pro através do teclado, utilizando teclas de atalho, não é preciso nenhuma preocupação pois os comandos continuam os mesmos.

As opções de ajustes das trilhas e da página do projeto continuam na parte inferior da janela. As trilhas ganharam novas opções como outros ajustes de grave, médio, agudos e todos os knobs de controle dessas opções foram remodelados.

Acima das trilhas estão as opções de visualização da página, controle de vozes, de reprodução e metrônomo. A página do projeto pode ser exibida de cinco maneiras diferentes, e uma novidade é o modo Design (Ctrl+Alt+D), que quando ativado permite ajustar a quantidade de compassos em cada linha da partitura, o tamanho de cada um desses compassos separadamente e até mesmo realizar ajustes automáticos.

Seguindo a linha atual dos softwares e navegadores, o Guitar Pro também está trabalhando através de abas. Portanto, é possível abrir mais de um projeto por vez e realizar alterações em cada um dentro da mesma janela. Vale ressaltar que os comandos para “trocar de aba” e “fechar aba” são os mesmos dos navegadores: Ctrl+TAB e Ctrl+W, respectivamente.

Em Outubro de 2011, juntamente com a versão 6.1 do software, a Arobas lançou a versão em português do produto, que vem acompanhado de um guia que pode ser acessado clicando aqui.

Para quem busca projetos de músicas do Guitar Pro, é possível fazer download desses arquivos no Cifra Club. São milhares de músicas disponíveis gratuitamente!


visualização de Guitar Pro

Comentários



Publicidade